Pages

sábado, 23 de novembro de 2013

STF: Aécio responderá por ter recebido recursos do Mensalão Tucano



Os Ministros do Supremo Tribunal Federal, na tarde da quarta-feira (20), mostraram-se bastante assustados com a informação chegada da Procuradoria Geral da República, dando conta de que nova denúncia será apresentada a Corte, contendo mais 10 autoridades com prerrogativa de foro no processo conhecido como mensalão tucano. Aécio recebeu R$ 110.000,00 do esquema criminoso, conforme consta nas pág. 14 e 15 do relatório da Polícia Federal. Fontes da PGR informam que a denúncia correrá separada da Ação Penal a que já responde o ex-governado e atual deputado federal Eduardo Azeredo. Fato idêntico ao que vem ocorrendo em relação ao senador Clesio Andrade.

 Na nova denúncia, segundo a mesma fonte da PGR, constaria além de Aécio Neves, mais nove deputados federais. Indagado por jornalistas, Aécio Neves declarou na manhã desta quinta-feira (21) não temer o julgamento do chamado mensalão tucano. Em entrevista à rádio CBN de Goiânia, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República afirmou que, "esta ação já deveria ter sido julgada há tempos.

Os responsáveis têm que ser punidos. Nós do PSDB não temos que temer absolutamente nada", disse Aécio à jornalista Fabiana Pulcineli, rechaçando qualquer envolvimento com o caso. Políticos próximos de Aécio, confirmam que a principal preocupação do senador é que a apresentação desta nova denúncia está ocorrendo no momento em que os condenados no chamado mensalão do PT estão presos, e diversas críticas se voltam para o processo que envolve o PSDB em Minas Gerais. 

Hoje, por exemplo, a “Folha de S. Paulo” cobrou o julgamento do caso pelo Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o jornal, "após o desfecho do processo do mensalão petista, a Suprema Corte brasileira não pode dar espaço à interpretação de que funciona em regimes distintos de acordo com a coloração partidária dos acusados". Documento que fundamenta a matéria: Relatório da Polícia Federal sobre o Mensalão Tucano. Relatório da Polícia Federal sobre o Mensalão Tucano
As informações são do Novo Jornal

2 Comentários:

João Xavier Fernandes disse...

Mensalão foi um apelido inventado pelo PIG (Partido da Mídia Golpista), com o objetivo exclusivo de atingir o Governo Federal do PT e este partido! A corrupção neste país é uma questão que está arraigada na cultura do povo brasileiro desde que existe Brasil. Simplesmente, a elite dominante, que sempre esteve nos governando, era quem cometia os crimes e, como estava com o poder nas mãos, logo, deixava tudo embaixo dos tapetes. Não investigava, não punia e tudo ficava por isso mesmo. Basta ler as obras do Professor Antropólogo DARCI RIBEIRO, cujo livro intitulado "RAÍZES DO BRASIL",, verão que tudo sempre foi resolvido burlando as leis na base dos "jeitinhos". Agora, vem o mesmo PIG que sempre deu cobertura a essas hipocrisias querer crucificas os companheiros "Zé Dirceu, Zé Genoíno, Delúbio e João Paulo Cunha". Tudo não passa de uma farsa" Só depois que o PT assumiu a governar o Brasil que a Polícia Federal passou a investigar os crimes do colarinho branco e colocar figurões na cadeia. Imagine só o caso recebido pelo Ministro da Justiça, um relatório contendo as minudentes informações sobre a CORRUPÇÃO TUCANA! Logo, a cúpula do PSDB chiou, afirmando que iria representar contra o referido Ministro! Ora, a Polícia só investiga com base em informações recebidas, a maioria delas de forma anônima. O que importa é a procedência do relato, a constatação dos fatos.! Mas, os burgueses querem abafar tudo. É mole! Quanto ao caso da ação penal 470 foi uma tremenda de uma invenção para boicotar o governo federal do PT. Só que o tiro saiu pela culatra, porque assustou a militância que já está na rua para eleger a Dilma no primeiro turno!

castro carvalho disse...

"Os responsáveis têm que ser punidos. Nós do PSDB não temos que temer absolutamente nada", disse Aécio à jornalista Fabiana Pulcineli, rechaçando qualquer envolvimento com o caso."

ACREDITE se QUISER.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração